6 fatores que podem afetar a segurança do seu veículo

 

Dentre todas as invenções que surgiram para facilitar a vida do homem, os veículos tem sido uma das mais úteis e utilizadas por nós. É impossível imaginar a nossa vida sem carros, aviões, metrôs e barcos.

Apesar dos incontáveis benefícios que os carros nos trazem devemos levar em consideração os riscos que eles trazem. A cada nova geração as montadoras investem em materiais e estruturas cada vez mais seguras, visando diminuir os riscos de acidentes fatais.

Já sabemos como o uso de celulares e bebidas alcoólicas tem contribuído para fazer do Brasil um dos cinco países com mais mortes no trânsito, mas acidentes fatais não estão ligados somente a estes dois fatores. Falta de manutenção e cuidado com o carro também tem colaborado com esse ranking.

Refletir sobre isso nos faz perguntar: meu carro está realmente seguro? E se não está, como deixa-lo?

São inúmeros fatores que podem afetar a segurança do seu veículo, e nesse artigo separamos seis deles para você começar hoje mesmo a tornar as nossas estradas seguras. 😉

 

#1. Freios

Para garantir a segurança do veículo é primordial o bom funcionamento do sistema de freios.

É importantíssimo que alguns cuidados sejam tomados e que revisões preventivas sejam constantemente realizadas.

>>Com os freios em ordem o motorista tem menos riscos de acidentes!<<

Cada parte do sistema de freio deve ser verificada, o ideal é que a manutenção contemple:

  • Servo de Freio
  • Cilindro Mestre
  • Fluído
  • Canos e Mangueiras
  • Pastilhas
  • Discos
  • Lonas
  • Tambores

Todas essas peças você encontra em nosso site, clicando aqui!

O seu carro fala! Fique atento ao que ele quer dizer.

Cada veículo é capaz de alertar o seu motorista quando alguns tipos de problemas surgem. Se em momentos de frenagens mais fortes, ou durante um trajeto em uma subida ou descida acentuada, acender ou piscar a luz do freio de mão no painel, isso é um sinal de que as pastilhas estão bem gastas, próximas de acabar ou de que há algum vazamento do fluido de freio.

Lembre-se: Evite frear forte durante os primeiros 300 km após a troca, pois a pastilha e o disco estarão se ajustando e qualquer excesso poderá comprometer ambos permanentemente.

Chiados ao frear podem indicam que há problemas no sistema de freio, assim como a necessidade de adicionar fluido de freio constantemente em curto espaço de tempo, além da  falta de potência nos freios e as luzes que eventualmente podem se acender no painel.

Se o seu veículo tem apresentado esses sintomas leve-o o quanto antes em um profissional de sua confiança e conte com a Arsenal Car para garantir peças de qualidade para o seu veículo.

Investir no sistema de freio do seu veículo é garantir a sua segurança e a de outros condutores e pedestres.

>>Juntos faremos nosso trânsito mais seguro!<<

 ____________________________________________________________________________________________

#2. Pneus

O pneu é um item fundamental para a segurança do seu veículo. Mais do que garantir conforto e economia de combustível, ele contribui diretamente com a estabilidade, desempenho e poder de frenagem.

Mas quando devo trocar os pneus do meu carro?

Existem vários fatores que podem determinar o momento certo para realizar a troca, como:

  • Tipo de pneu: radial ou diagonal?
  • O volume de carga que você transporta;
  • A maneira como você conduz o veículo;
  • A estrada por onde o sei veículo trafega.

Um indicativo prático que deve ser considerado é o TWI (Tread Wear Indicator), que são limitadores de borracha que caso esteja nivelado com a banda de rodagem, indica que o seu pneu está ‘careca’, interferindo na segurança e se tornando passível de multas.

A regra TWI só não é válida para pneus com bolhas, rasgos ou perfurações. Nestes casos deve-se substitui-los imediatamente!

Um dúvida muito comum é: Devo trocar todos os pneus ao mesmo tempo?. O recomendado é sim trocar todos ao mesmo tempo, caso tenham sido utilizados de maneira uniforme.

Mas e se não der?

Caso não seja possível a troca dos dois conjuntos, o par de pneus novos deve ser colocado no eixo traseiro, que é o maior responsável pela estabilidade do veículo.

Utilizar pneus em mau estado pode causar acidentes graves.  Cada parte do pneu tem uma função específica e essencial para manter a sua segurança.

  • Banda de rodagem: Fica diretamente em contato com o chão.
  • Sulcos: Drenam a água, evitam deslizamentos e refrigeram os pneus.
  • Ranhuras: Refrigeram a borracha do pneu e também diminuem a ressonância.
  • Barras: Geram tração e estão ligadas à potência.
  • Talão: Fios de aço cobertos de cobre responsáveis pela fixação do pneu na roda.
  • Estanque: Parte interna que substitui a câmera nos pneus radiais.
  • Lonas de reforço: Fios de poliéster que reforçam a estrutura da carcaça do pneu.
  • Cintas estabilizadoras: Fazem o pneu ter mais contato com o solo tornando o carro mais estável e também evitam que objetos perfurem a carcaça.
  • Lateral: Responsável pelo conforto, quanto mais fino o pneu, menos confortável para o motorista.
  • Ombro: Trabalham principalmente nas curvas e está ligado a estabilidade do veículo.

Pneus em bom estado são indispensáveis para prevenir e evitar acidentes.

>>Com atitudes simples você faz nosso trânsito melhor.<<

 ____________________________________________________________________________________________

#3. Suspensão

O sistema de suspensão é responsável pela estabilidade, segurança e conforto do veículo.

Enquanto você dirige e enfrenta lombadas, oscilações e buracos nas ruas e nas estradas, a suspensão do carro trabalha para fazer com que grandes impactos não sejam sentidos durante o trajeto.

O sistema de suspensão é composto por:

  • Amortecedor
  • Mola
  • Chassi
  • Caixa de direção
  • Bandeja
  • Pivô
  • Rolamento de roda
  • Junta homocinética
  • Barra estabilizadora
  • Bieleta
  • Bucha
  • Coxin

Todas essas peças você encontra em nosso site, clicando aqui!

Cada parte é essencial para o bom funcionamento da suspensão. Porém, o elemento principal é o amortecedor, responsável por controlar as molas, mantendo o conjunto de pneu+roda em contato com o solo.

Os amortecedores tem uma vida útil de cerca de 40 mil quilômetros, após esse prazo perdem a eficiência e estabilidade. Além de aumentar o espaço de frenagem e desgaste dos pneus.

As molas são responsáveis pelo alinhamento e equilíbrio da suspensão e também pela absorção de possíveis impactos.

>>Se o seu veículo estiver desnivelado em relação ao solo ou fora da altura original provavelmente há algum problemas com essas peças, que devem ser substituídas imediatamente.<<

A bandeja ou braço, como também é conhecida, liga a roda ao chassi através de buchas e pivôs, além de determinar o alinhamento das rodas e permitir os movimentos verticais da suspensão.

O pivô possibilita  a articulação da roda.

A bucha liga os componentes móveis da suspensão à carroceria.

Rachou? Ressecou? Entortou? Está na hora de trocar!

Mais do que garantir o comodidade em sua viagem manter todos os itens da suspensão em dia vai garantir segurança e prevenir acidentes.

Rodar com qualquer peça do sistema de suspensão em mau estado podem levar o carro a:

  • Perder a estabilidade em curvas e pistas ruins;
  • Balanço excessivo após freadas e arrancadas;
  • Vibração e ruídos na suspensão;
  • Desgaste em outros componentes da suspensão.

 

Se você estiver dirigindo na estrada e em alta velocidade, o risco de um acidente grave é ainda maior por estar em uma situação que exija mais do automóvel. Se o sistema de suspensão do seu veículo estiver com desgastes conte com a Arsenal Car para garantir peças de qualidade e ótimas marcas.

>>Fazendo a sua parte você vai preservar vidas.<<

 ____________________________________________________________________________________________

#4. Iluminação

Desde antes dos automóveis, quando carruagens e charretes circulavam pelas estradas, já existiam sistemas de iluminação, ainda que rudimentares – geralmente velas e lamparinas. Com o avanço da engenharia cada vez mais as luzes automotivas tornaram-se importantes.

O sistema de iluminação marca a posição do veículo e indica se ele está freando, sinaliza a movimentação e aponta possíveis problemas que o veículo possa ter.

O sistema de iluminação de um veículo é composto por luzes externas (faróis, milhas, lanternas, brake-lights) e luzes internas (que indicam panes e sinalizam o uso dos cintos de segurança, portas destravadas).

>>Xenon com os melhores preços, compre agora<<

Além de deixar a iluminação em dia, com trocas de lâmpadas queimadas e alinhamento é preciso utilizar corretamente a iluminação do seu carro.

  • Luz baixa: use durante a noite e no interior de túneis sem iluminação pública durante o dia;
  • Luz alta: use nas vias não iluminadas, exceto ao cruzar com outro veículo;
  • Luz alta e baixa intermitente: use por curto período de tempo, com o objetivo de advertir outros usuários da via da sua intenção de ultrapassar, ou quanto à existência de risco de quem vem em sentido contrário;
  • Lanterna: sob chuva forte, neblina ou cerração ou à noite quando o veículo estiver parado para embarque e desembarque, carga ou descarga;
  • Pisca-alerta: use em imobilizações ou em situação de emergência;
  • Luz de placa: durante à noite, em circulação;
  • Seta: use para sinalizar a mudança de faixa e sua intenção de alterar o percurso.

A utilização correta do sistema de iluminação evita acidentes e contribui para um trânsito mais seguro.

Itens de iluminação você encontra em nosso site, clicando aqui!

>>Você pode fazer o trânsito mais gentil e confiável.<<

 ____________________________________________________________________________________________

#5. Limpador de Para-brisa

Normalmente só lembramo-nos delas quando precisamos, e aí já é tarde demais. Os limpadores de para-brisa devem ser incluídos no sistema de segurança do carro, pois são eles que irão facilitar a sua visibilidade!

Imagine-se trafegando por uma estrada mal sinalizada em uma noite chuvosa, e aí você percebe que suas palhetas estão velhas e ressecadas, raspando no para-brisa sem limpá-lo, é nessa hora que você percebe o quanto eles são essências para a sua visibilidade.

Para manter o bom funcionamento das palhetas, os fabricantes recomendam que a troca seja feita uma vez por ano.

Além da falta de visibilidade, palhetas ressecadas podem arranhar o para-brisa.

Outra dica importante é sempre manter o reservatório dos lavadores abastecido com água limpa, e se possível, adicionar um aditivo específico para limpeza dos vidros!

>>Decida hoje mesmo tornar o nosso trânsito melhor.<<

____________________________________________________________________________________________ 

#6. Alinhamento e balanceamento

Alinhamento e balanceamento são dois procedimentos indispensáveis para a segurança do seu veículo e evita o desgaste desnecessário dos pneus.

Alinhamento e balanceamento são procedimentos diferentes.

Se o seu carro estiver puxando para um lado quando o volante está reto, é porque está desalinhado, sendo necessário fazer o alinhamento para reajustar os ângulos das rodas para que todas fiquem paralelas entre si e no mesmo ângulo do volante.

Qual a importância do alinhamento?

  • O desgaste irregular dos pneus, aumentando a sua vida útil;
  • O aumento do atrito do pneu no solo, contribuindo para a economia de combustível;
  • O deslocamento do veículo, melhorando a dirigibilidade e a segurança.

O balanceamento é feito para corrigir o equilíbrio entre as rodas e os pneus, permitindo que os pneus girem sem causar vibrações.

O desbalanceamento é quando uma roda está carregando mais peso do que o lado oposto. Essa falha é corrigida colocando um peso de chumbo medido na rosa oposta ao que está segurando mais peso, distribuindo o peso total do carro em todas as rodas.

Qual a importância do balanceamento?

  • Evitar vibrações no volante, piso e painel do carro;
  • Impedir que as bordas dos pneus desgastem mais;
  • Evitar alterações na forma de dirigir, que podem causar acidentes.

 

>>Com pequenas atitudes você transforma o nosso trânsito.<<

____________________________________________________________________________________________

Esse artigo é uma colaboração para o Maio Amarelo, uma iniciativa de atitudes para tornar o trânsito mais seguro e consciente!

Contamos com você para mudar a realidade do trânsito brasileiro.

Porque juntos somos mais fortes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s